O inovador engenheiro Zoran Watkis
está a ajudar a NFE a fazer história na Jamaica

CONHEÇA-NOS MELHOR

Conheça
o Zoran

Embora ele tenha acabado de se formar em engenharia mecânica, com honras de primeira classe, pela Universidade de Tecnologia há pouco mais de um ano, Zoran Watkis já está a causar um impacto significativo no seu país - e no mundo - como Engenheiro e Operador de Projectos no terminal de gás natural liquefeito (GNL) da New Fortress Energy (NFE), em Montego Bay.

Zoran1

“A decisão de trabalhar na New Fortress Energy foi fácil,” diz Zoran. “A NFE introduziu o gás natural liquefeito, ou GNL, na Jamaica em 2016, o que criou o sector de GNL da Jamaica. Eu estava curioso e queria aprender mais, e, mais importante, fazer parte da transformação histórica. Estou super empolgado por fazer parte de algo novo que está a causar um grande e positivo impacto na Jamaica. Não só sou capaz de desenvolver minhas habilidades nesta área, como também sou capaz de contribuir para o crescimento da NFE e fazer parte da história.”

Zoran tem um orgulho especial em ajudar a promover o desenvolvimento económico sustentável do seu país através da diversificação do seu abastecimento energético e do apoio às suas comunidades.

“A New Fortress Energy já contribuiu significativamente para isso ao fornecer a primeira fonte de GNL da Jamaica,” diz ele. “E talvez o que é mais impressionante na NFE é o seu compromisso em ser uma empresa socialmente responsável, o que eu vejo como um benefício suplementar. Estou feliz por fazer parte de uma empresa que continua a melhorar a vida dos jamaicanos do dia-a-dia, investindo nas comunidades - seja através de bolsas de estudo, formação de competências, oportunidades de emprego e de diversas outras formas.”

Zoran2

Graças à sólida orientação e mentoria de seu irmão, também engenheiro qualificado, Zoran não se preocupa com as potenciais armadilhas de novos percursos emergentes.

“O meu irmão disse-me: 'Não tenhas medo de cometer erros,'” recorda-se ele. “O nosso medo natural do fracasso pode ser paralisante e sufocar a nossa criatividade. Mas haverá sempre necessidade de invenção e inovação, e falhar em agir é muitas vezes o maior fracasso de todos. Ser inovativo exige que estejamos continuamente preparados para tentar algo novo. Em vez de olharmos para os nossos erros como fracassos, devemos usá-los como lições valiosas para melhorar os nossos próximos passos. A sensação que tenho ao superar os desafios é indescritível e estimula-me a seguir em frente com confiança.”

Esse é exactamente o tipo de paixão que precisamos para continuar a diversificar o fornecimento de energia, promover o desenvolvimento da comunidade e promover um futuro mais brilhante na Jamaica e não só.