Gás natural e energias renováveis:
a dupla energética em ascensão

HISTÓRIAS COM ENERGIA POSITIVA

GNL e energias renováveis,
a dupla perfeita

Estão 40 graus na rua, e o ar condicionado da sua casa está a funcionar no máximo. Com as ventoinhas a funcionar em todas as salas, você está finalmente a começar a sentir-se confortável. De repente, a electricidade vai, e tudo se desliga. Você espera. Ela volta - mas depois desliga-se. E volta. E vai. Mas o que é que se está a passar?

Se a sua casa é alimentada exclusivamente por painéis solares, o culpa pode ser tão simplesmente daquelas nuvens que estão a passar no céu - às vezes, é tudo o que é preciso para desligar a corrente eléctrica. Num mundo ideal, todos nós teríamos energia de fontes sustentáveis disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. E esse dia chegará. Mas neste momento, esses painéis solares e parques eólicos não conseguem fornecer o suprimento constante que a nossa infra-estrutura de serviços públicos precisa para sustentar o fluxo ininterrupto de energia para as nossas casas e empresas. Pesquisadores estão a trabalhar para criar baterias e outras soluções de armazenamento que sejam suficientemente grandes e economicamente acessíveis para aproveitar a produção de energia renovável para atender à demanda de energia de pico para o proverbial dia chuvoso. Mesmo se essa inovação estivesse disponível hoje, porém, a implementação poderia levar anos.

Então, quando o sol pára de brilhar naqueles painéis solares, ou o vento pára de girar as turbinas, o que é que você faz?

A surpreendente solução para reforçar a base das energias renováveis pode ser encontrada no gás natural. Esta opção de energia comprovada e confiável pode ser a chave para o nosso futuro de energia renovável, servindo não apenas como um apoio viável à energia solar e eólica, mas também como um poderoso catalisador para a sua adopção generalizada. Consulte estes cinco factos que pode não conhecer sobre o gás natural no espaço das energias renováveis:

Its-a-Cleaner-Fuel_PortAngola

É um combustível mais limpo que alternativas como o carvão. Na realidade, com 117 libras/BTU, o gás natural produz apenas cerca de metade das emissões de CO2 do carvão antracite, o qual emite quase 230 libras/BTU.1 

É confiável, flexível e já integrado com as operações de serviços públicos, abrindo caminho para tecnologias que ajudam a responder à crescente demanda por fontes de energia sustentáveis inerentemente intermitentes.

É complementar às fontes sustentáveis. Um estudo da Fundação para as Energias Renováveis e o Ambiente indica que o uso do gás natural é benéfico para o desenvolvimento da energia solar.2

LNG-Renewables_PortAngola

Está a promover o crescimento das energias renováveis. De acordo com o National Bureau of Economic Research, cada 1% de aumento na geração de gás natural de reacção rápida está correlacionada com um aumento de 0,88% na geração de energia renovável.3

Já está a funcionar. A maior central solar do mundo, o Sistema de Geração de Energia Solar Ivanpah de 392 mega watts no deserto de Mojave, no sudoeste dos Estados Unidos, depende do gás natural para as suas operações diárias.

À medida que a tecnologia continua a evoluir, o gás natural e as energias renováveis serão a dupla de poder a observar - um duo complementar que conduzirá à criação de um mundo com energia mais limpa.