Jamaica: uma parceria energética diversificada

HISTÓRIA CHEIA DE ENERGIA

Parceria de longo prazo

Milhões de pessoas visitam a Jamaica todos os anos, atraídas em grande parte por sol o ano inteiro, praias deslumbrantes, entretenimento animado, paisagens de tirar o fôlego e uma hospitalidade incrível.

Admitimos que também nos apaixonamos pela cultura e pelas atracções jamaicanas! No entanto, em 2015, não fomos atraídos à Jamaica para relaxar e absorver a energia positiva. Em vez disso, estivemos lá para aproveitar a oportunidade de fazer uma diferença positiva no país e no mundo, em parceria com as autoridades para introduzir um abastecimento energético mais limpo e acessível, o gás natural liquefeito (GNL).

Jamaica Case Study

“Esta parceria importante e estratégica entre o Governo da Jamaica e a New Fortress Energy que visa a transição do sector energético da Jamaica para gás natural vai auxiliar o Governo a conseguir benefícios consideráveis para o povo jamaicano; oportunidades de criação de empregos, maior estabilidade no sector, inovação para o nosso povo e um futuro geral mais brilhante para a Jamaica,” disse Andrew Holness, primeiro-ministro jamaicano. “Por fim, a segurança e a eficiência energética da Jamaica serão fortalecidas.”

De facto, historicamente, a Jamaica tem dependido do petróleo para cerca de 97% das suas necessidades energéticas.1 Desde que o nosso Terminal de Montego Bay começou a operar em 2016, o país diversificou pela primeira vez o seu fornecimento de energia, o que reduziu a sua dependência na produção de energia a partir do petróleo para apenas 16 por cento.2 Esta diversificação é importante para a Jamaica, pois o gás natural é mais acessível e estável em termos de preço do que os combustíveis derivados do petróleo, além de ser melhor para o meio ambiente. Os nossos dois terminais fornecem gás natural para mais de 450 megawatts de potência eficiente, moderna e movida a gás, com atendimento de aproximadamente dois terços3 da demanda média diária de electricidade da Jamaica. 

Desde o nosso primeiro investimento, a Jamaica já incorporou mais de 80 megawatts de energia renovável4, com planos para chegar a 50 por cento5 de energia renovável até 2030. Estamos orgulhosos de que os nossos investimentos estão a ajudar a preparar o terreno para estes poderosos marcos económicos e ambientais.

Jamaica Case Study

Além disso, desde que o GNL chegou à Jamaica, a economia do país registou um vigor impressionante. O seu produto interno bruto aumentou em 12 por cento6, a taxa de desemprego diminuiu 4707 pontos-base e a sua classificação de crédito aumentou três pontos6.

“Foi um evento divisor de águas quando a New Fortress Energy entrou no sector de energia local na Jamaica em 2015 como parte da visão de diversificar o sector com a introdução de fontes de energia alternativa", disse Peter D. Phillips, PhD, membro do Parlamento e líder da oposição no governo jamaicano. “A decisão tomada pela então Administração de mudar a produção de energia da Jamaica com vistas à inclusão do gás natural liquefeito (GNL) e outras energias renováveis foi crítica para o desenvolvimento da nossa economia.”

Também estamos entusiasmados que esta parceria está a ajudar na criação de oportunidades na obtenção de bolsas de estudo, na formação de carreiras estáveis e na ajuda às comunidades da Jamaica na descoberta do poder do seu potencial num mundo mais brilhante, limpo e próspero; tudo isto alicerçado no tipo de energia positiva pela qual esta amada ilha sempre foi conhecida.